As línguas espanhola e portuguesa serão os principais temas em debate na Conferência Internacional Ibero-América: uma comunidade, duas línguas pluricêntricas. O evento, que acontece em Lisboa, Portugal, nos dias 21 e 22 de novembro, vai discutir a atuação e o fortalecimento desses dois idiomas no mundo. 

O objetivo central é incentivar a reflexão e, ao final do evento, criar um plano de ação a fim de trabalhar as duas línguas em conjunto de três esferas: educação, cultura e ciência, tanto numa perspectiva regional quanto global. 

A conferência, portanto, se destina a políticos, acadêmicos, cientistas, especialistas de várias áreas do conhecimento, particularmente da educação, da cultura, da economia e da ciência, profissionais de organismos de cooperação, comunidade do mundo educativo e instituições públicas e privadas.

O encontro foi idealizado pela Organização dos Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI), com o apoio e promoção do Brasil, Espanha e Portugal. E teve a colaboração de parceiros como Instituto Camões, Instituto Cervantes, Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) e Instituto Internacional de Língua Portuguesa (IILP).

Temas diversos para promoção das línguas

Ao todo, serão sete painéis com duração de 1h30 cada divididos em dois dias de atividades. São eles: Políticas de língua e internacionalização; Espanhol e português: geopolítica das línguas; Diálogos interculturais: plurilinguismo e pluricentrismo; Línguas e desenvolvimento de competências no âmbito educativo; Línguas, artes e cultura; Línguas, sociedade e espaço digital; Línguas, economia e desenvolvimento: potencial de internacionalização das empresas.

Por exemplo, no painel “Espanhol e Português: duas línguas com futuro”, serão abordadas questões como: Qual o valor dessas duas línguas? Quem são as pessoas que as falam? Qual a sua presença nas organizações internacionais? Qual a sua relevância geopolítica?

Já no espaço dedicado para tratar das línguas e economia, serão levantadas questões como: Qual a relevância das línguas e das culturas na internacionalização das empresas? Como aproveitar o valor das línguas espanhola e portuguesa? Qual a contribuição das línguas para a economia e para as indústrias culturais e criativas?

Tradução e Interpretação como parte das conversas

Enquanto isso, no tempo destinado a tratar das políticas de internacionalização do espanhol e do português, as perguntas a serem respondidas serão: Qual é o papel da tradução e da interpretação nesse cenário? Quais estratégias devem ser colocadas em prática? Como incentivar a produção científica em mais de um idioma? Qual a relevância acadêmica e de outros sistemas educacionais?

Além disso, vão ser debatidas ainda questões como a relevância do espanhol e do português na sociedade digital, como desenvolver o bilinguismo, a relação entre línguas e artes, e a contribuição da língua para a coesão social e para o pensamento crítico.

Entre os brasileiros que vão fazer parte do evento, destaque para Marcia Donner Abreu, do Ministério de Relações Exteriores; Viviane Bagio Furtoso, da Universidade Estadual de Londrina; Nelson Viana, da Universidade Federal de São Carlos; Rosângela Morello, do Instituto de Investigação e Desenvolvimento em Política Linguística (IPOL); e Gilvan Müller de Oliveira, da Universidade Federal de Santa Catarina.

Leave a comment

gama-branco

A Gama! surgiu da iniciativa de profissionais do mercado de tradução que, após 10 anos de experiência na coordenação de projetos de tradução escrita e interpretação simultânea, perceberam a carência do mercado por uma agência que seguisse padrões internacionais na qualidade dos serviços prestados e no relacionamento com o cliente – não importando onde o cliente esteja.

+55 11 2081-0447

 Envie um e-mail

2022 © Gama! Traduções e Interpretações. Política de Privacidade | Termos de Uso