Photo by Filip Gielda on Unsplash

Sabe aquelas diferenças entre inglês britânico e estadunidense? Ou as diferenças entre o português do Brasil e de Portugal? Pois bem, no espanhol também é comum encontrar diferenças na língua em regiões diferentes, neste caso na América do Sul, Central e Europa. Assim, podemos falar das diferenças do espanhol europeu e latino-americano.

A origem dessas diferenças está no processo de colonização espanhola, muito em evidência no século XV. Os espanhóis saíram da Europa em busca de novas terras, e encontraram do outro lado do oceano a América, que acabou dominada. Assim, a língua espanhola passou a ser vivenciada em outro ambiente, e acabou sofrendo influência dos povos e das culturas que lá estavam, incluindo do próprio inglês e português. 

Quando se analisa o espanhol falado na Europa e o compara com o utilizado em continente americano, observamos diferenças interessantes na língua. Em todo caso, a comunicação entre nativos das duas regiões fluem sem problemas. 

Leia também:

A expansão do vocabulário a partir da pandemia

A febre: filme nacional premiado é falado em língua indígena

Conheça 5 curiosidades do tradicional latim

O exercício que fazemos aqui, sempre é bom deixar claro, é a título de curiosidade. A intenção nunca é dizer qual é melhor, porque valorizamos todas as línguas e suas variações. São verdadeiras joias culturais.

Dito isso, vamos então a algumas diferenças?

As diferentes pronúncias em espanhol

A pronúncia de palavras em espanhol pode mudar dependendo da região. Por exemplo, a junção de duas letras “L” na Espanha tem som do “LH” da língua portuguesa. Ainda dentro do país europeu, também se vê uma pronúncia semelhante ao nosso “Y”. Já em grande parte da América Latina, o duplo “L” é falado com som de “CH”. 

A palavra llamar, traduzida por chamar, então, pode ser falada como “lhamar”, “yamar” ou “chamar”, dependendo da localização no mundo. 

O “Z” também apresenta uma pronúncia diferenciada, conforme a região. Na Espanha, tem um som semelhante ao “TH” do inglês, que, para nós, fica num meio termo entre o “F” e o “S”. Já na América Latina, a pronúncia remete mais a um “S”, numa diferença significativa.

Uma outra diferença interessante em relação à pronúncia está na letra “S” quando esta aparece no final das sílabas. Os espanhóis deixam clara a percepção da letra, enquanto os que vivem na América geralmente não costumam pronunciá-la, deixando-a oculta.

Palavras diferentes para o mesmo significado

É comum encontrar palavras diferentes que têm o mesmo significado em espanhol de acordo com a localização. E aqui, não apenas entre o espanhol europeu e o latino-americano, mas também entre países da América. E às vezes essas diferenças são grandes. Separamos alguns exemplos para você.

Na Europa, fala-se patatas fritas, enquanto na América o mais comum é papas fritas. Para acompanhar, os europeus podem pedir um zumo de naranja, e os americanos jugo

Os espanhóis podem ir trabalhar de coche (carro) ou autobús (ônibus); e os argentinos podem ir de auto ou colectivo. Já os colombianos podem ir de bus, enquanto os mexicanos de camión. Por falar em movimento, os pedestres espanhóis andam na acera, ou seja, na calçada, enquanto os argentinos caminham pela vereda, e os mexicanos na banqueta.

Os europeus que falam espanhol pegam o ascensor (elevador) para chegar ao seu piso (apartamento). Os americanos, por sua vez, pegam o elevador e descem no andar de seu apartamento ou departamento. Ainda sobre moradia, os europeus falam alquilar (alugar), enquanto os colombianos dizem arrendar, e os mexicanos rentar.

Enquanto os espanhóis usam o ordenador (computador) para navegar na internet, os latino-americanos usam computadora. Se for assistir a um filme na tela, os espanhóis e mexicanos podem se servir de palomitas, enquanto os cubanos se servem de rositas e os argentinos de pochoclo. Ou seja, pipoca.

Esses são apenas alguns exemplos de diferenças relevantes do espanhol europeu e latino-americano. Quem se lembra de outros?

gama-branco

A Gama! surgiu da iniciativa de profissionais do mercado de tradução que, após 10 anos de experiência na coordenação de projetos de tradução escrita e interpretação simultânea, perceberam a carência do mercado por uma agência que seguisse padrões internacionais na qualidade dos serviços prestados e no relacionamento com o cliente – não importando onde o cliente esteja.

+55 11 2081-0447

 Envie um e-mail

2022 © Gama! Traduções e Interpretações. Política de Privacidade | Termos de Uso