Na antiguidade, os gregos elegeram sete obras magníficas que ficaram conhecidas como as 7 Maravilhas do Mundo. A lista incluía os Jardins suspensos da Babilônia (Iraque); Pirâmide de Gizé (Egito); Estátua de Zeus (Grécia); Templo de Ártemis (Turquia); Mausoléu de Halicarnasso (Turquia); Colosso de Rodes (Grécia); e Farol de Alexandria (Turquia). 

Já em 2007, uma organização suíça se propôs a atualizar essa lista e eleger as 7 Maravilhas do mundo moderno. A lista, em princípio, tinha 200 obras destacadas por sua arquitetura ímpar. Com a votação popular, esse número foi reduzido a 77. 

As escolhidas e suas línguas

Por fim, os 22 monumentos que chegaram ao fim da eleição foram analisados por arquitetos que avaliaram sobretudo cinco aspectos: beleza, valor histórico, complexidade, relevância cultural e, por último, significado arquitetônico.

Tal análise apontou os grandes vencedores. São eles: Ruínas de Petra (Jordânia); Chichén Itzá (México); Machu Picchu (Peru); Coliseu de Roma (Itália); Taj Mahal (Índia); Muralha da China (China); e Cristo Redentor (Brasil). 

E se do ponto de vista linguístico as 7 maravilhas do mundo antigo estavam limitadas principalmente ao árabe, grego e turco, com a nova eleição esse quadro mudou. Na realidade, ampliou-se. Hoje, são seis línguas representadas, todas populares e no topo da lista das mais faladas no planeta atualmente.

Veja abaixo um pouco mais sobre cada obra e a língua que ela representa.

1. Ruínas de Petra (Jordânia)

Esta cidade histórica chama a atenção por ser esculpida em rocha, com arquitetura greco-romana e oriental. Acredita-se que a cidade de Petra foi construída por volta de 300 a.C por árabes nabateus.

Nas línguas, representa o árabe, a quarta língua com maior número de nativos, ficando atrás apenas de mandarim, inglês e espanhol. São 315 milhões de pessoas que têm o árabe como primeira língua e 58 países que fazem uso constante dela.

2. Chichén Itzá (México)

O hoje sítio arqueológico, localizado em Tinum, no México, foi uma cidade fundada perto do século VI pelos maias, que tinha grande força cultural e religiosa. Tempos depois, foi invadida por povos ligados aos toltecas, por isso recebe essa dupla influência.

O espanhol é a quarta língua mais falada no mundo, atrás do inglês, mandarim e do hindi. São 538 milhões de pessoas que usam o espanhol em seu cotidiano.

3. Machu Picchu (Peru)

A hoje conhecida como “cidade perdida dos Incas”, Machu Picchu, que fica a 2.400 metros de altitude, foi fundada no século XV, mas só chegou ao conhecimento da civilização moderna em 1911, quando foi descoberta por um americano. A perfeição do encaixe das pedras coloca o local com um ar de profundo mistério.

4. Coliseu de Roma (Itália)

Grande símbolo do Império Romano, o Coliseu, inaugurado no ano 80 d.C, era o espaço onde aconteciam exibições para entreter as pessoas. Duelo de gladiadores e caça de animais selvagens eram “atrações” comuns.

O italiano é uma língua próxima do latim com mais de 90 milhões de falantes em todo o mundo. Além da Itália, é a língua oficial de San Marino, Suíça e, também, do Vaticano.

5. Taj Mahal (Índia)

O mausoléu indiano foi concluído em 1648 e levou nada menos do que 20 anos para ser construído. A obra é uma homenagem de um imperador a sua terceira esposa, que faleceu no parto de um de seus filhos.

O hindi, a língua mais popular na Índia, é um dos dois idiomas oficiais do país, junto do inglês. Isso no plano federal. Porque a constituição do país reconhece 22 línguas como legítimas em diversas regiões do enorme país.

6. Muralha da China (China)

A obra chinesa tem mais de 20.000 quilômetros de comprimento e nasceu por volta de 220 a.C como uma espécie de proteção contra povos nômades. O aspecto como vemos hoje em dia ganhou força ainda no século XV.

O mandarim, da gigante China, é a língua mais popular do mundo, considerando o número de falantes. O número de pessoas que usam o mandarim beira 1 bilhão.

7. Cristo Redentor (Brasil)

Inaugurado em 1931, o monumento que fica no alto do corcovado, no Rio de Janeiro, é uma obra que foi idealizada inicialmente para homenagear a Princesa Isabel. O engenheiro Heitor da Silva Costa foi o responsável por projetar a estátua, que foi esculpida por Paul Landowski.

A língua portuguesa, falada por mais de 250 milhões de pessoas em várias partes do mundo, é a língua oficial de nove nações: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste.

gama-branco

A Gama! surgiu da iniciativa de profissionais do mercado de tradução que, após 10 anos de experiência na coordenação de projetos de tradução escrita e interpretação simultânea, perceberam a carência do mercado por uma agência que seguisse padrões internacionais na qualidade dos serviços prestados e no relacionamento com o cliente – não importando onde o cliente esteja.

+55 11 2081-0447

 Envie um e-mail

2022 © Gama! Traduções e Interpretações. Política de Privacidade | Termos de Uso