Photo by Ozgu Ozden on Unsplash

A Finlândia é um país com 5,5 milhões de habitantes, dos quais 1,9 milhão presentes na região metropolitana. São 18 habitantes por quilômetro quadrado. O quinto maior país da Europa Ocidental é altamente desenvolvido. Não por acaso. 100% da população é alfabetizada, e o elevado padrão de educação, bem como seguridade social e sistema de saúde são financiados pelo Estado.

O país europeu, que declarou sua independência em 1917 (antes pertenceu ao Império Russo e fazia parte da Suécia), chama a atenção pela elevada expectativa de vida. Aos homens, são 78 anos, enquanto para as mulheres são 84. A principal língua do país é o finlandês, e é sobre ele que vamos falar um pouco neste post.

Separamos seis curiosidades sobre o finlandês para nos aproximarmos desse gelado e belíssimo país. Vamos lá?

1. Primeira língua e outros países

O finlandês é falado hoje em dia como primeira língua por 4,9 milhões de pessoas apenas na Finlândia. Como segunda língua, são mais 500 mil falantes. O idioma também aparece na Suécia, Dinamarca, Noruega, Rússia, Estados Unidos e Austrália, totalizando, segundo o compêndio Ethnologue, 6,3 milhões de usuários em todo o mundo.

2. Finlandês, sueco e sámi

Na Finlândia, são mais de 150 idiomas falados no país. Além do finlandês, o sueco também é uma língua oficial da Finlândia, utilizado por 5% da população, ou 296 mil pessoas. Essas são as duas línguas oficiais. No entanto, há outras cujos direitos dos falantes são garantidos por lei. Vale citar a língua do povo indígena que habita a região norte do país, chamados Sámi. Hoje, aproximadamente 1.900 pessoas falam esse idioma.

3. Escritos com longa história

Pertencente ao grupo das línguas urálicas, da qual o húngaro também faz parte, o finlandês utilizado na Finlândia compreende uma série de dialetos. Eles são divididos em dialetos orientais e dialetos ocidentais. Já sua face escrita remonta há mais de 500 anos.

4. O tradicional dialeto romani

O romani finlandês é um dos dialetos presente na Finlândia há cerca de 450 anos. Aparece, sobretudo, como língua falada, dentro das famílias. No início da década de 1970, houve muito esforço não só para manter, mas também desenvolver o romani como uma língua literária.

5. A libras finlandesa

A língua finlandesa de sinais, plenamente reconhecida no país, é a primeira língua para cerca de 5 mil finlandeses deficientes, que não ouvem e falam. Outros 9 mil finlandeses que apenas ouvem usam como primeira ou mesmo segunda língua. Atualmente, apenas 90 pessoas usam a língua de sinais sueca-finlandesa. Inclusive, ela está na lista de línguas que correm risco de extinção.

6. Cuidado das autoridades com o patrimônio cultural

Língua é política de estado na Finlândia. O Instituto para as Línguas da Finlândia é uma das instituições linguísticas no país, que trabalha ao lado do Ministério da Justiça, da Assembleia Sueca da Finlândia, do Parlamento Sámi e do Conselho Consultivo Nacional sobre Assuntos Românicos. A política de idiomas se desenvolve a partir de quatro pilares: planejamento do status dos idiomas; línguas em desenvolvimento; planejamento de ensino; e tecnologia da linguagem.

Leave a comment

gama-branco

A Gama! surgiu da iniciativa de profissionais do mercado de tradução que, após 10 anos de experiência na coordenação de projetos de tradução escrita e interpretação simultânea, perceberam a carência do mercado por uma agência que seguisse padrões internacionais na qualidade dos serviços prestados e no relacionamento com o cliente – não importando onde o cliente esteja.

+55 11 2081-0447

 Envie um e-mail

2022 © Gama! Traduções e Interpretações. Política de Privacidade | Termos de Uso