A língua indígena tupi era a principal entre as cerca de mil línguas faladas no território brasileiro pelos povos que aqui habitavam até a chegada dos primeiros colonizadores portugueses. O tupi antigo, chamado de língua brasílica pelos portugueses, tinha uma grande riqueza linguística. Inclusive, foi utilizado no Brasil por séculos, e jesuítas e bandeirantes aprenderam a língua, a fim de dominar e explorar os indígenas.

Leia também:

Conferência debate ampliação do português e espanhol na produção científica

Duolingo desenvolve novos recursos para ensino de idiomas não derivados do latim

Conheça as 4 línguas mais próximas do português

Até meados do século 18, a língua indígena era a principal falada no Brasil até ser proibida pela corte portuguesa. Foi o Marquês de Pombal, exatamente em 1758, que proibiu o uso do tupi antigo e outras línguas faladas na colônia, como as africanas. Mas, a essa altura, o tupi já havia ganhado força, se expandido e se enraizado na cultura brasileira.

Tupi: idioma indígena clássico do Brasil

Dada sua importância, fato é que o tupi é considerado o idioma indígena clássico do Brasil. Afinal, foi a única língua indígena entre as muitas faladas no país, que ganhou representação significativa no léxico da língua portuguesa. Várias expressões encontradas até hoje vieram da fusão do português dos colonizadores com o tupi antigo dos indígenas. 

Por exemplo, nas regiões Sudeste e Centro-Oeste, há um bom número de cidades com nomes indígenas, como Araçatuba, Bertioga, Itanhaém, Paraguaçu, Cuiabá, Niterói, Curitiba, Peruíbe, Pindamonhangaba, Taubaté, Ubatuba, Uberaba, Piracicaba, Piratininga, entre outras.

Existem ainda diversas outras palavras da língua portuguesa faladas no Brasil originárias do tupi. Entre elas paçoca, jacaré, sabiá, caatinga, piranha, itaúna e maracanã. Fato é que existem muitas outras palavras que nem sequer conhecemos, seja pela origem apagada ou porque foi perdida com o passar do tempo.

Plantas e bichos com língua indígena

De acordo com Ana Suelly Cabral, professora e pesquisadora das línguas indígenas, cerca de 80% das palavras que dão nome às plantas e bichos no Brasil são oriundas do Tupinambá, o mais conhecido idioma nacional nativo.

Vale lembrar que o tronco Tupi é um dos grandes agrupamentos linguísticos do Brasil. São sete famílias de línguas: Arikém (1 língua), Juruna (1 língua), Mondé (7 línguas), Mundurukú (2 línguas), Ramaráma (2 línguas), Tuparí (3 línguas), Tupi-Guarani (21 línguas). 

Existem também três línguas isoladas no nível de família: Aweti, Puruborá e Sateré-Mawé. Considerando 180 o número total de línguas indígenas no país, o tronco Tupi, com 40 línguas, responde por 22% do total.

Leave a comment

gama-branco

A Gama! surgiu da iniciativa de profissionais do mercado de tradução que, após 10 anos de experiência na coordenação de projetos de tradução escrita e interpretação simultânea, perceberam a carência do mercado por uma agência que seguisse padrões internacionais na qualidade dos serviços prestados e no relacionamento com o cliente – não importando onde o cliente esteja.

+55 11 2081-0447

 Envie um e-mail

2023 © Gama! Traduções e Interpretações. Política de Privacidade | Termos de Uso